quarta-feira, novembro 21, 2012

Dissertação de Mestrado sobre Museus em Portugal



O Museu Rural de Salselas colaborou no estudo levado a efeito pelo Dr Paulo Carvalho na Faculdade de Economia do Porto para a elaboração da sua tese de Mestrado em Economia e Gestão das Cidades com o Titulo " O desempenho dos Museus em Portugal".

Transcrevemos o resumo do conteúdo do estudo publicado pelo Autor.


Resumo
O crescente papel que a cultura desempenha para o desenvolvimento económico e social de uma cidade ou região tem contribuído para uma maior relação entre este setor e a economia. A sua valorização económica permitiu o desenvolvimento de setores que integram as indústrias culturais, nomeadamente o setor museológico. Este setor tem evoluído ao longo dos anos, assumindo um papel importante ao nível da sociedade e da economia. Os museus, adaptando-se assim à evolução da sociedade, têm desempenhado cada vez mais uma função de lazer.
Existe uma extensa literatura económica sobre os museus em áreas como o modelo de governação, o preço, recursos humanos, entre outros. No entanto, ainda com pouca expressão, surgem os estudos associados ao desempenho dos museus medido através da sua eficiência técnica. Estes estudos tendem, na maioria, a medir o nível de eficiência dos museus, mas não analisam os fatores input que mais influenciam essa eficiência. Não obstante os valiosos contributos de todos os estudos nas diferentes áreas, estes focam-se, maioritariamente, em países economicamente mais desenvolvidos.
O presente estudo foca a sua análise no desempenho dos museus portugueses, medido através da sua eficiência técnica, um campo de análise ainda pouco explorado ao nível dos museus. Para aferir o nível de eficiência, através da metodologia Data Envelopment Analysis, e os fatores input que a influenciam, com recurso ao modelo Tobit, implementámos um inquérito aos museus portugueses. Com base na resposta de 285 museus, segmentamos os museus por clusters, com o intuito de avaliar a eficiência em grupos homogéneos.
Da análise efetuada, concluímos que para o total de museus emergem como fatores input essenciais da eficiência, o número total de colaboradores e o número de dias abertos ao público. No entanto, para os dois principais clusters, as conclusões são distintas. O número de equipamentos auxiliares é importante para o cluster 1, mas para o cluster 3, o número total de colaboradores, o número de dias abertos ao público e o número de equipamentos auxiliares surgem como estatisticamente significativos, evidenciando que estas diferenças decorrem das características de cada cluster.

A analise do conteúdo da referida tese permite uma retrospectiva interessante do estado actual da museologia e da cultura e suas instituições em Portugal vale a pena a leitura do seu conteúdo.

O documento pode ser visualizado neste link »;

Agradecidos pelo Convite do Dr Paulo Carvalho na colaboração deste importante documento e os nossos parabéns pelo estudo efectuado.

2 comentários:

Anónimo disse...

Isso foi realmente interessante. Adorei lê-lo

Administrador disse...

Muito obrigado.

Novos desenvolvimento poderão ser dados.

Paulo Carvalho